Neste espaço será disponibilizado pequenos textos que trazem reflexões sobre técnicas do instrumento, teoria musical e conteúdos acadêmicos que possam abordar diferentes perspectivas do ensinamento musical e resolução de problemas nas aulas de música\instrumento.

Reflexão sobre o ensino:

    Mudar a vida das pessoas através do pensamento crítico, do coração, do sentimento...
    Ser apensa um veiculo para a conquista do outro, me despir da projeção pessoal sobre o aluno e entende-lo como idealizador.

(BACKES, Éverton. Curitiba, 2014)

O que é escrever música?

Mesmo que pareça óbvio, não é excessivo pensar pontuando que a música é um fenômeno sonoro, um conjunto de sonoridades que se desprendem ao longo do tempo e geram um "discurso", uma mensagem que se transmite de um emissor - do interprete em sua memória -  do receptor o que ele escuta. A matéria prima da música é por tanto o som e o tempo que pertencem a um universo que se pode chamar auditivo-temporal.

Escrever música é anotar este discurso sonoro utilizando um código gráfico. O que antes era som agora são sinais que se organizam sobre uma superfície de papel - ou sobre a tela do computador - e se interpreta visualmente; é dizer que a música escrita pertence a outro universo: o visual-espacial.

Escrever música implica então em transportar um evento que se manifesta no universo auditivo-temporal para o universo visual-espacial. (p. 15. AGUILAR, 2008)

(AGUILAR, María del Carmen. El Libro del Maestro. 1a Ed. Buenos Aires, 2008. - Tradução livre de Éverton Backes)

Como avaliar os alunos?

Em minha opinião a evolução deve ser constante. Aula a aula, tanto o professor quanto o aluno sabem se o problema que está sendo estudado foi resolvido ou não e é muito produtivo explicita-lo:

* é importante que o aluno se auto avalie, que tome consciência dos processos perceptivos que estão se desenvolvendo nele e que possa verbalizar o que ele compreende as dificuldades que encontra as mudanças e conquistas que observa a partir de sua percepção dos fatos.

* também é importante que os companheiros de grupo possam comentar sobre as dificuldades e progressos dos demais: na observação dos demais colegas cada um pode ver seu próprio reflexo no espelho, seus próprios problemas, dessa forma através da comparação a resolução de problemas se da de forma mais fácil no momento de compreender o que está acontecendo com sigo.

* finalmente o professor deve dar o seu diagnóstico: explicar os processos que os alunos estão vivendo, assinalar os acertos e os progressos, especificar os erros e os aspectos que não se desenvolveram suficientemente e sugerir tarefas específicas para resolvê-los.

Está é ao meu modo de ver a verdadeira evolução: o professor acompanha o processo dos alunos e todos encaram as tarefas necessárias em comum acordo.

Do outro lado, o professor deve saber que em certas etapas da aprendizagem não deve insistir demasiadamente em alcançar a perfeição. O processo não é cumulativo e em muitos casos ao passar para um novo tema o tema anterior se resolve sozinho. E é nisso precisamente que consiste a experiência didática... (p. 28-29. AGUILAR, 2008)

(AGUILAR, María del Carmen. El Libro del Maestro. 1a Ed. Buenos Aires, 2008. - Tradução livre de Éverton Backes)

 Para elucidar uma duvida frequente de muitos músicas sobre a manipulação do tempo na música

rall.abbreviation of rallentando (Italian: slowing down, getting slower)
rallen.abbreviation of rallentando (Italian: slowing down, getting slower)rallentamento(Italian) a slacking of the tempo (often with the sound becoming gradually softer)

rit.(Italian) abbreviated form of ritenuto(Italian: suddenly slower - also riten.) o rritardando (Italian: gradually slower - also ritard.)

ritard.(Italian) abbreviated form of ritardando(Italian: gradually slower)
Ritardamento(Italian m.) a delay, a delaying, a deferment, a postponement

Ritardando(Italian) gradually slower, retarding, to hold back, holding back, held back (gradual change of tempo), gradually delaying the tempo.

ritenuto (Italian, literally 'held back') suddenlyslower, retenu (French). Sometime used instead of ritardando, although it differs from ritardando in that ritenuto implies a sudden change of tempo (often for only a short period of time) while ritardando indicates a gradual change.


Tradução livre:

Rall. abreviatura de rallentando (italiano: a abrandar, ficando mais lento)
Rallen. abreviatura de rallentando (italiano: a abrandar, ficando mais lento) rallentamento (italiano) uma afrouxamento do tempo (muitas vezes com o som gradualmente se tornando mais suave)

ritard. (Italiano) forma abreviada de ritardando (italiano: gradualmente mais lento) Ritardamento (m italiana.) Atraso, de atraso, um adiamento.

Ritardando (italiano) gradualmente mais lento, retardando, segurar, segurando, retido (mudança gradual de tempo), gradualmente atrasar o andamento.

rit. (Italiano) forma abreviada de ritenuto (italiano: de repente mais lento - também Riten.

Ritenuto (italiano, literalmente 'retida') de repente mais lento, retida (francês). Em alguns momentos usado em vez de ritardando, embora difere do ritardando. O ritenuto implica em uma mudança repentina de tempo (na maior parte das vezes apenas por um curto período de tempo), enquanto ritardando indica uma mudança gradual no tempo.

Crie um site gratuito com o Yola